♥ CITAÇÕES DO DIA ♥

segunda-feira, 14 de abril de 2008

Será as curvas dos senos???

Acredito no equílíbrio...acredito que somos todos capazes de manter, na maioria dos casos, uma certa constância de pensamentos, buscando sempre a felicidade..felicidade essa alvo de lutas diárias, batalhas constantes e de noites mal durmidas.
O que seria da vida sem a tão sonhada alegria...alegria essa que pode se traduzir em pequenos ou gigantecos acontecimentos.

E o que a deixa ainda mais complexa, é a verdade que para cada ser que caminha por entre tantos milhares de outros seres, essa alegria é única.
Vamos agora olhar um pouco mais de longe...se para cada pessoa, a luta diária busca um sentido único e complexo, como poderia um só planeta socorrer sozinho tantos sonhos? Confuso? Quem não ficaria...Se Deus tivesse um caderninho pra anotar todos os pedidos, ele com certeza se perderia no meio de tantas palavras...


Deus não está no céu ( ou aonde você imaginar ) para receber pedidos,

idéias, suspiros, mágoas...porque isso cabe somente a cada um de nós! Cabe a você ter determinação o suficiente para alcançar todos os seu exclusivos sonhos, não se esquecendo que será necessário uma dose extra de força e de esperança, esperança essa que cabe sim a Deus te oferecer!
Hoje estou "assado"...não seria bem "assim"...e me pergunto o porque? O mundo continua na mesma lida de ontem, o mesmo sol, a mesma vista da janela, a mesma tela de computador...os mesmos sonhos martelando na cabeça, como um relógio...tic..tac..tic...tac...sempre martelando...martelando...martelando...então qual o real motivo das supostas curvas estarem oscilando para todos nós???...hora em cima...hora em baixo?
Talvez Luis Fernando Veríssimo estivesse certo em dizer que a beleza está nessa inconstância, nesse pulsar sem sentido...nessa troca de cores de um dia para outro. Mas se tivéssemos a resposta, com certeza viveríamos no azul, no laranja, no amarelo e ás vezes no vermelho, mas jamais nos tons de cinza...jamais num dia nublado...jamais na solidão.
Embora minha curva esteja um pouco para baixo, já consigo visualizar a subida para amanhã...ou talvez depois de amanhã, isso não importa.

O que realmente importa é saber que vou chegar lá, seja lá aonde eu estiver indo, e que mesmo que o mundo acabe em chamas, não há fogo que queime a crença de que depende primeiro de mim para que eu possa visualizar o horizonte sentada em cima da minha curva do seno...

Um comentário:

Anônimo disse...

Inteligent�ssimo seu coment�rio.
Voc� est� de parab�ns!

Gostei do seu blog.


Abra�os,
Juvenal de S�

Olha a Hora!!!

relojes web gratis