♥ CITAÇÕES DO DIA ♥

quarta-feira, 9 de julho de 2008

Perdoar é esquecer?

Olá pessoal, recebi um texto lindo sem o autor e repasso para vcs!
Um grande beijo.
Perdoar é esquecer?
Não. Perdoar independe de esquecer. Uma coisa nada tem a ver com a outra, são coisas distintas – até porque não somos alienados. Temos no cérebro uma memória que registra todos os fatos, por isto quem perdoa não tem que, necessariamente, esquecer do agravo sofrido. O que é preciso, na verdade, é esquecer no sentido de diluir a mágoa, a raiva ou o ressentimento que o fato gerou, caso contrário o perdão é superficial ou até mesmo ilusório. Esse tipo de esquecimento é extremamente benéfico para quem sofreu algum tipo de agressão, porque a energia gerada, a cada instante em que se revive o fato infeliz, aumenta a ferida que se formou e numa verdadeira roda viva acumula novo e desnecessário sofrimento. Tanto isto é uma verdade que a própria ciência da psicologia diz a todo instante, atestando que o esquecimento da mágoa por si só vale como uma excelente psicoterapia, pois que... O apego à ofensa propicia ao ofendido a oportunidade de carregar sozinho a chaga em que ela se constitui.A diferença está naquele que realmente perdoa e consegue liberta-se daquela parte pesada da lembrança a ponto de não mais sofrer ao relembrá-la. Daí, como diz Divaldo Pereira Franco: "Perdoar é bom para quem perdoa.", ou seja, quem perdoa livra-se do fardo triste que carregava e quem foi perdoado nem sempre alcança a mesma graça de vez que assumiu um ônus pelo qual responderá, ainda que perdoado..

Um comentário:

Anônimo disse...

PERDOAR NEM SEMPRE É ESQUECER
BOM TEXTO






VIVIANE

Olha a Hora!!!

relojes web gratis