♥ CITAÇÕES DO DIA ♥

domingo, 15 de julho de 2007

PONTO DE VISTA


Recebi essa mensagem
M A R A V I L H O S A!!!
(sem os devidos créditos)

À primeira vista, esta foto parece banal. O que tem demais um monte de camelos (dromedários?)atravessando o deserto? É uma cena, mesmo para nós que não vemos camelos todos os dias, relativamente comum, já que a televisão, as revistas e a mídia de uma maneira geral nos trazem muita informação todo o tempo.Entretanto, quando paramos mais detidamente a olhar a foto, percebemos algo um pouco fora do comum. Nós estamos vendo camelos de uma posição que normalmente não vemos: do alto, de algum objeto voador. Como existe aquela eterna pergunta, "quem tem apenas uma corcunda, o camelo ou o dromedário?", é muito comum que os vejamos de lado para que possamos identificá-los. Por falar nisso, quem sabe qual dos dois tem uma só corcunda? Parafraseando os Titãs em sua música "O Camelo e o Dromedário", aquele que acertar essa resposta não tardará a ganhar três corcundas em suas costas... :)Bom, mas voltando à fotografia, estamos vendo os camelos (ou serão dromedários?) de cima, mas os identificamos muito bem não por estarmos vendo distintamente os camelos, mas sim por vermos as suas sombras. Questão de ponto de vista...Isso me faz lembrar que muitas vezes nas nossas vidas conseguimos identificar determinadas situações não pela situação em si, mas pelas marcas, sombras, rastros, que elas deixam. E, quando temos um ponto de vista privilegiado, sob qualquer aspecto que seja, nossa visão é um pouco mais ampla que os que não estão vendo a situação sob o nosso ângulo.Certo dia um Sábio apartou uma discussão entre dois discípulos. Colocou-os frente a frente e estirou o próprio braço entre eles com o punho fechado. Dentro da sua mão, havia uma bola que saía pelas laterais da mão, mostrando assim a sua cor. Então o Sábio pergunta a um dos alunos qual a cor da bola. Um deles responde: - Preta. Então ele se vira para o outro e pergunta o mesmo, ao que o outro responde: - Branca. Os discípulos já iam recomeçar a discutir novamente quando o mestre abriu a mão e mostrou que bola ela meio branca, meio preta.Um dos grandes problemas da humanidade em geral chama-se comunicação. Infelizmente ainda não aprendemos a nos comunicar direito. Deixamos as coisas subentendidas e não explicamos e quando falamos, muitas vezes achamos que quando eu falo, por exemplo, "ontem eu vi uma manga", eu não posso assumir que todos os que me ouvem ou que me lêem irão pensar a mesma coisa que eu quero dizer. Para que eles saibam do que eu estou falando eu preciso especificar, ser claro, ser objetivo e ser preciso.Sei muito bem o quanto é difícil explicar as coisas mais de uma vez, entretanto, deixar as coisas ficarem no escuro dá margens imensas a interpretações que podem girar de excelentes a infamantes.Todos temos o direito de termos pontos de vista e é isso que nos faz crescer e progredir como humanidade, já que a discordância, quando bem posicionada e argumentada gera a mais estudos e a mais conhecimento, o que gera mais progresso e crescimento, num ciclo sem fim. Entretanto, termos o direito de termos pontos de vista diferente, não significa que devemos ignorar o ponto de vista do outro sem uma análise mais aprofundada para saber se o ponto de vista do outro é mais completo ou se também tem lógica.Um exemplo disso poderia ser, por exemplo, uma pessoa que só olhasse o camelo (dromedário) de frente enquanto o outro tivesse uma visão lateral além da visão frontal do bicho. O que só vê o animal pela frente, pode apontar certas características que a outra pessoa também vê, entretanto o que vê pela lateral poderá prover uma descrição maior do bicho do que o que só vê por um lado. E, muitas vezes a pessoa que só vê o animal pela frente quer teimar com o que vê por mais ângulos diferentes, que vê tantos detalhes quanto ela.Precisamos aprender que essa imagem, apesar de simples, é o que infelizmente acontece na maioria de nossas discussões. Nós nos fechamos em nossas crenças e em nossos pontos de vista e nem sequer nos dignamos de parar alguns minutos para realmente ouvir o que o outro tem a dizer. E, se não paramos nem para ouvir, fico imaginando quantos de nós para realmente analisar o que o outro está dizendo...Bom, esse é o meu ponto de vista... E agora me peguei pensando: "Será que felizes são os camelos e os dromedários que não têm que ficar se perguntando essas coisas? Será que quando um camelo olha para outro camelo e vê que o outro tem uma só corcunda ele sabe que tem uma só corcunda também?" Elocubrações filosóficas demais para uma mente não cameliana... Fiquei com sede...


Um beijo no oásis da alma de cada um.

Um comentário:

Renata disse...

Oieeeeeeeeeeeee amei tudo!!!!!
até que enfim consegui entrar...rs!!!!!
te amooooooooooooo d++++!!!!
Vem logooooooooooo!!!!!
bjitos e bom fds!!!!!

Olha a Hora!!!

relojes web gratis