♥ CITAÇÕES DO DIA ♥

sábado, 14 de junho de 2008

PARABÉNS RIBEIRÃO

RIBEIRÃO PRETO- SP" Capital do Agronegócio " (CALIFÓRNIA BRASILEIRA)Aniversário - 19 de JUNHO (1856)
SOBRE A CIDADE DE RIBEIRÃO PRETO

Área da unidade territorial: 650 Km2
Latitude do distrito sede do município: -21,1775°
Longitude do distrito sede do município: -47,81028°Altitude: 546 m

Prefeito 2005/08: Welson Gasparini - PSDB

FUNDAÇÃO 19 DE JUNHO DE 1856
Bem Vindo a Capital da Hospitalidade e a cidade sede do ICAN - Instituto Caminhos da Anhanguera.
Não é apenas por ser pólo de Saúde, Educação e do Agronegócio que Ribeirão Preto se tornou referência nacional .
A cidade que abriga seus 679 mil habitantes e compreende uma população regional de 3.570.000 habitantes em 84 municípios, também está ganhando destaque como um dos maiores pólos emissores de turistas do país e também como destino turístico cultural e de aventura.

Ribeirão e região tem atrativos turísticos importantes e com isso vem recebendo diariamente turistas de todas as partes.
Hotéis, Restaurantes, pizzarias e churrascarias aumentam sensivelmente seu movimento, e como não poderia deixar de ser, as casas mais visitadas são as da Choperia “Pingüim”.

São quatro casas na cidade, sendo a caçula, o Empório Pingüim, misto de Choperia e Loja de Souvenirs, onde se encontram lembranças variadas; desde as mais simples até as mais sofisticadas.
No Parque Ecológico Maurílio Biagi e no Campus da Unaerp podem ser vistas as obras de Bassano Vaccarini. A universidade abriga um acervo de mais de 40 peças, entre painéis em concreto, esculturas nos jardins e as famosas paredes do teatro que recebeu o seu nome.

Catedral Metropolitana
Localizada na Praça das Bandeiras, tem como padroeiro São Sebastião. Edificada em estilo romântico e linhas góticas, destacam-se no seu interior os vitrais coloridos e afrescos pintados por Benedito Calixto, datados de 1917.Teve sua pedra fundamental lançada em março de 1904 e concluída sua construção em 1920.

Palácio do Rio Branco
Sede da Prefeitura de Ribeirão Preto, inspirado na arquitetura francesa, foi inaugurado em 1917 e restaurado em 1922. Possui três pavimentos, num total de 1.800 m2 de área construída. No salão nobre, chamam a atenção dois espelhos, colocados estrategicamente para que a orquestra pudesse ver a entrada de autoridades e executar o Hino Nacional. Funciona de 2a a sexta, das 8h às 18 h. Visitas devem ser agendadas com o Cerimonial - Tel: 3625-7700

Praça XV de Novembro
Localizada em frente ao Quarteirão Paulista, foi tombada pelo Condephaat em 1985. Sua construção data de 1890. Passou por várias reformas, sendo que a maior ocorreu entre 1937 e 1944 onde foi incluída a fonte luminosa colorida, e erguido no lugar do coreto um monumento ao Soldado Constitucionalista da Revolução de 1932.

Santuário das Sete Capelas
Localizado no Morro de São Bento, o Santuário, idealizado por monges beneditinos, abriga sete capelas, cada uma dedicada a um santo padroeiro. As capelas ficam dispostas em um semi-círculo, todas voltadas para o centro, incrustradas em uma pedreira, ficando assim, protegidas pela rocha.
A primeira a ser construída foi a de Nossa Senhora das Graças (1948). Seguiram-se então, a de São Judas Tadeu (1951), Nossa Senhora Aparecida e Santa Terezinha (1954), São Jorge (1955), e encerrando o santuário, as capelas de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro e da escadaria (capela da Penitência).

Museu Histórico do Café Francisco Schimidt
O Museu do Café preserva a história do “ouro verde” que moveu a economia de Ribeirão Preto; por meio de peças antigas, como arados, máquinas de beneficiamento para descascar e ventilar o café, moinhos, pilão, xícaras, bules e diferentes tipos de grãos de café.
Presta ainda, através de esculturas em madeira e em gesso, homenagem aos imigrantes italianos e alemães, considerados Reis do Café, como Henrique Dumont (1º Rei do Café), Francisco Schimidt (2º Rei do Café, que foi dono da fazenda onde está o Museu) e Geremia Lunardelli (3º Rei do Café). Funciona de terça a sexta das 9h às 16h30, sábados das 12h30 às 16h30 e domingos das 9h às 16h30.

Teatro Pedro II
Inaugurado em outubro de 1930, foi parcialmente destruído por um incêndio em 1980. Restaurado após 16 anos, ressurgiu com toda sua imponência e beleza. Com capacidade para 2.500 pessoas, é o 3°. maior teatro de ópera do país. Aberto à visitação, terças e quintas das 9h30 às 10h e das 14h30 às 15h.
(2004)Estabelecimentos de ensino pré-escolar: 166Estabelecimentos de ensino fundamental: 151Estabelecimentos de ensino médio: 56Hospitais: 16Agências bancárias: 86

BREVE HISTÓRIA DE RIBEIRÃO PRETO
Nomes:* Vila de São Sebastião* Vila de Entre Rios* Vila de Ribeirão Preto* Ribeirão Preto
Santo padroeiro: São Sebastião
Não apenas gente que fez doação de terras, mas também outros que muito trabalharam pela localidade são considerados fundadores de Ribeirão Preto.
José Mateus dos Reis, dono da maior parte da Fazenda das Palmeiras, fez a primeira doação de terras no valor de 40 mil reis, "com a condição de no terreno ser levantada uma capela em louvor a São Sebastião das Palmeiras". Em 2 de Novembro de 1845, no bairro das Palmeiras, era fincada uma cruz de madeira como tentativa de demarcação de um patrimônio para a futura capela de São Sebastião.

Com esta, surgiram outras doações objetivando ampliar o patrimônio da capela, doações que foram anexadas à primeira feitas por José Alves da Silva (4 alqueires), Miguel Bezerra dos Reis (2 alqueires), Antônio Bezerra Cavalcanti (12 alqueires), Alexandre Antunes Maciel (2 alqueires), Mateus José dos Reis (2 alqueires), Luís Gonçalves Barbosa (1 alqueire) e Mariano Pedroso de Almeida.
Os doadores de terras de Ribeirão Preto para o patrimônio são ainda os seguintes João Alves da Silva Primo, Severiano Joaquim da Silva, José Borges da Costa e Ignacio Bruno da Costa e Ana Zeferina Terra, a última doadora de terras para o patrimônio.

Segundo o historiador Rubem Cione em seu livro História de Ribeirão Preto, volume 2, segunda edição, muitos dos que trabalharam pelo progresso da cidade também são considerados fundadores. Entre eles, Bernardo Alves Pereira, Antônio Alves Pereira, Manuel do Nazareth Azevedo, Manuel Fernandes do Nascimento, Padre Geremias José Nogueira, Padre Manuel Euzébio de Araujo, Padre Miguel Martins da Silva e Padre Angelo Philydori Torres.
Criação do Município:Através da lei provincial nº 51 de 2 de abril de 1870 foi criada a Freguesia (Distrito de Paz) de São Sebastião do Ribeirão Preto, fixando-se os limites correspondendo aos atuais municípios de Ribeirão Preto, Sertãozinho, Cravinhos, Serrana, Pontal, Dumont, Guatapará e Distrito de Bonfim. Ainda em 1870, no dia 16 de julho foi criada a Paróquia compreendendo os mesmos limites da Freguesia.

Em 12 de abril de 1871, através da lei provincial nº 67, a Freguesia foi elevada a categoria de Vila (município), quando então o território de Ribeirão Preto foi desmembrado do município de São Simão. Apesar de criado em 1871 o município só foi instalado em 1874, com a posse dos primeiros vereadores.
Em 1º de abril de 1889 através da lei nº 88, Ribeirão Preto recebeu o predicado de cidade.

O Café:O café umas das principais riquezas que ajudaram a construir Ribeirão Preto, muitas vezes foi objeto de considerações por parte da Câmara Municipal. A primeira notícia encontrada a respeito do ouro verde acha-se na ata da sessão realizada em 22 de dezembro de 1878
A Data de Fundação de Ribeirão e o Aniversário de Ribeirão Preto são comemorados em 19 de Junho de 1856.
PARABÉNS RIBEIRÃO , 152 ANOS!


Nenhum comentário:

Olha a Hora!!!

relojes web gratis